Ir para conteúdo

Seleção Americana aplica a maior goleada da história das Copas do Mundo

Com lotação máxima no estádio de Reims, na França, a seleção feminina dos Estados Unidos, tricampeã mundial, goleou a seleção tailandesa por 13 a 0, se configurando na maior goleada da historia das Copas do Mundo. A expectativa era de uma goleada histórica, até porque, na única vez que os dois times se enfrentaram, as americanas ganharam por 9 a 0.

Aos 5′, os Estados Unidos já tiveram um gol anulado. Numa bola alçada na área, Morgan completou para as redes, mas estava impedida.

Mas aos 11′, em outro cruzamento para a área, Morgan acertou a cabeçada e venceu a goleira Charoenying (de apenas 1,65 m), que ficou completamente batida: 1 a 0.

Aos 19′, Morgan serviu Lavelle e, de fora da área, a meia chutou fraco, mas a bola quicou e enganou a goleira tailandesa: 2 a 0.

Aos 31′, cobrança de falta ensaiada pelas americanas. Heath cobrou para a área e Horan encheu o pé para marcar mais um: 3 a 0.

O segundo tempo começou e os gols não pararam de sair. Aos 4′, Mewis mandou o chutou de longe, a bola desviou na zagueira Saenkhun e morreu no fundo das redes: 4 a 0.

Quatro minutos mais tarde, após um toque de cabeça na grande área, Morgan apareceu, de biquinho, para anotar o quinto dos Estados Unidos.Seleção_americana_feminina

Um minuto depois, saiu o sexto gol. Lavelle chutou, a zaga tentou cortar, mas a bola sobrou para Mewis, sozinha, completar e mandar para o fundo das redes.

Não perca a conta! Aos 11′, Lavalle completou cruzamento rasteiro na área e chegou ao sétimo gol.

Aos 28′, Morgan ajeitou dentro da área, olhou e chutou com categoria no canto e marcou o oitavo gol.

Passados 33 minutos, quando a bola foi lançada na área, Rapinoe chutou de primeira e venceu a goleira Charoenying pela nona vez.

Dois minutos mais tarde, o décimo gol americano saiu. Rapinoe tocou para Morgan ajeitar e colocar no canto. A goleira nem pulou.

Parecia um jogo de profissionais contra amadoras. Pugh entrou na área, driblou como quis a goleira e deu um toquinho para as redes: 11 a 0.

Aos 39′, Morgan cortou a zagueira da Tailândia, a bola subiu e, de primeira, ela chutou forte. Mais uma vez a goleira nem saltou. Era o quinto gol da artilheira na partida.

Alex_Morgan
Foto: Reprodução Instagram/USWNT

Aos 46′, quando todos já esperavam o fim do jogo, a veterana Lloyd, de 36 anos, recebeu em profundidade e, de cara com a goleira, deu um leve toque para marcar 13 a 0, sacramentando a maior goleada da história dos mundiais, incluindo todas as edições femininas e masculinas.

No próximo domingo (16), os Estados Unidos enfrentam o Chile, enquanto a Tailândia tentará se recuperar diante da Suécia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: