Ir para conteúdo
Anúncios

Cosmos mais uma vez sem divisão. O que acontece com o gigante americano?

De seu retorno oficial em 2010, a volta aos gramados em 2013 e os dias de hoje, o New York Cosmos, um dos, se não o mais famoso time de soccer dos Estados Unidos, ainda não conseguiu se estabilizar. O clube que já teve Pelé, Raúl e outros, não consegue se estabelecer em nenhuma liga e tentará mais uma cartada em 2020: Se juntar a recém criada National Independent Soccer Association, ou simplesmente, NISA. Será a terceira competição diferente disputada pelo Cosmos desde o retorno, isso se contarmos que a NPSL (atual quarta divisão, amadora) e a Members Cup, divisão de elite da NPSL, são uma só. Antes dela, o time nova-iorquino disputou também a NASL, liga que ajudou a fundar, mas que foi a falência com o crescimento da USL, hoje segunda divisão.

A United Soccer League nasceu como terceira divisão, cresceu e entrou com o pedido junto a USSF (federação americana) para se tornar a segunda divisão do país. Na época, esperava-se que NASL e USL ficassem no mesmo patamar, mas pouco tempo depois, a federação rebaixou a liga do Cosmos para terceira divisão, o que ocasionou na debandada de várias equipes, levando assim a liga a fechar as portas. Após esse inesperado fim, o Cosmos seguiu o caminho inverso da maiorias das outras franquias da NASL, processou a federação e passou a querer, novamente, fundar sua própria liga. E foi por isso que o time verde de New York se junto à NPSL, que prometia em breve ter uma divisão profissional. Essa divisão, conhecida como Founders Cup e agora chamada de Members Cup, saiu do papel, mas não da forma como o Cosmos esperava. O profissionalismo não veio e os nova-iorquinos resolveram zarpar do projeto.

Rachados com federação, MLS e USL, a única chance para o Cosmos não fechar as portas de novo era se juntando a NISA, que iniciou suas atividades em agosto de 2019 como liga profissional de terceira divisão. Outra saída seria dar o braço a torcer e pedir um lugar na USL, mas isso, o dono do Cosmos, Rocco B. Commisso, jamais faria. Além de ter dinheiro o suficiente para “brincar de Deus” (Rocco também é dono da Fiorentina/ITA), ele sonha em jogar com o Cosmos em uma liga de sucesso que, no futuro, deixará a USL comendo poeira e fará frente à MLS, usando o formato padrão e internacional do futebol.

A inscrição do New York Cosmos à NISA foi recebida no ultimo dia de aplicações e a liga está na reta final da sua temporada de outono (Fall Season). Caso aceito, o time entrará no próximo ano na temporada de primavera ao lado de mais dez ou doze equipes. Para acompanhar os jogos da NISA, basta acessar ao site MyCujoo e procurar pela liga.

Com Raúl e outros craques, Cosmos ensaiou retorno triunfal na NASL. (AMIL LAGE/AFP/Getty Images)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: