Orlando City e Minnesota United se enfrentam para seguir sonhando com título inédito

Orlando City e Minnesota United fazem nesta quinta-feira (6) talvez a semifinal mais improvável do MLS is Back. As equipes foram, fase a fase, evoluindo e provando o quanto eram capazes e, às 21h, entram em campo para decidir quem segue rumo à final do torneio e continua sonhando com o primeiro grande título para seu clube. Até hoje, as duas equipes se enfrentaram em apenas três oportunidades e o Orlando City nunca venceu. Foram duas vitórias do Minnesota United e um empate.

LEI DO EX?

O jogo, que deve trazer aos torcedores os mais variados tipos de emoção, será especial também para Adrian Heath. O inglês, atual treinador do Minnesota United, foi também treinador do Orlando City. “Sempre será mais que apenas um jogo pra mim, por causa do respeito que tenho pelo clube”, afirma. Pelo time da Flórida, Heath conquistou duas vezes a United Soccer League (hoje segunda divisão) e foi o primeiro técnico da equipe na Major League Soccer.

MINNESOTA UNITED

O Minnesota United, de Heath teve um bom rendimento na fase de grupos. Vitória nos pênaltis nas oitavas de final e uma goleada surpreendente nas quartas-de-final. Os Loones cresceram dentro do campeonato e deixaram importantes adversários (Colombus Crew, San Jose Earthquakes) para trás.

O Minnesota têm à seu favor a versatilidade e a coletividade. Heath mandará a campo uma equipe bem treinada e que promete dar trabalho para seu adversário. Uma equipe que sabe agredir o adversário, mesmo com menor posse de bola, como foi nas quartas-de-final, diante do San Jose. O time também conta com a boa fase de Finlay, Lod e Amarilla no ataque, além do lateral direito Dotson, que a imprensa americana tem discutido se ele merece uma chance na seleção nacional.

Provável MIN: Miller; Dotson, Aja, Boxall e Gasper; Gregus, Alonso e Hayes; Finlay, Lod e Amarilla.
Desfalques: Opara, Chacon e Matanire.

ORLANDO CITY

Do outro lado, o Orlando City surge também como uma agradável surpresa do MLS is Back. Liderados pelo bom trabalho de Oscar Pareja, os Leões mostraram uma notável evolução. Bom posicionamento defensivo, marcação ajustada e rápidas transições ofensivas são algumas características da equipe. O grande mérito de Pareja é conseguir passar para os jogadores sua filosofia em pouco tempo de trabalho.

A boa fase do time pode ser resumir ao capitão Luis Nani, que ajudou sua equipe até com gols e  três assistências, e também aos meias Pereyra e Mueller, outras peças chaves do sistema ofensivo de Pareja. Mueller, que já marcou três gols no torneio, deixou o campo machucado contra o LAFC, sentindo o ombro, e é dúvida pro duelo de logo mais.

Provável ORL: Gallese; Ruan, Antonio Carlos, Jansson e Moutinho; Rosell, Mendéz e Pereyra; Michel (Mueller), Nani e Akindele.
Desfalques: Dwyer.

A partida garantirá, ao seu vencedor, a chance de levantar o primeiro troféu importante para seu clube. O mais perto que ambas equipes chegaram de ser campeãs foi na US Open Cup de 2019, quando foram eliminadas pela mesma equipe: Atlanta United. O Orlando City caiu nas semifinais do torneio enquanto o Minnesota United foi derrotado na final.

A partida de logo mais terá transmissão da Rádio Território MLS a partir das 20h45 (Brasília).

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s