Portland Timbers vence o Philadelphia Union e garante vaga na final do MLS is Back

Na noite desta quarta-feira (5), Philadelphia Union e Portland Timbers fizeram o primeiro jogo das semifinais do MLS is Back. O Portland conseguiu abrir dois gols de vantagem marcando uma vez em cada tempo, enquanto o Philadelphia balançou as redes apenas no fim do jogo. Na primeira etapa, o brasileiro Sergio Santos desperdiçou uma cobrança de pênalti, que fez muita falta no fim da partida para o Union. O Portland Timbers soube aproveitar melhor as chances, venceu por 2 a 1 e está garantido como o primeiro finalista do MLS is Back.

O JOGO

No início da partida, o Philadelphia teve mais posse de bola, mas o primeiro lance de perigo foi do Timbers, em um chute forte de fora da área de Blanco, que o goleiro Blake espalmou para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio, Ebobisse subiu sem muitas dificuldades e abriu o placar para o Portland aos treze minutos. O Philadelphia continuou trocando passes, mas sem muito perigo, enquanto o Portland se posicionava bem na defesa. Aos 30’, o panorama do jogo ainda era o mesmo, o Philadelphia com 61% de posse de bola, mas era o Portland quem oferecia mais perigo ao gol adversário.

Cinco minutos depois, Sergio Santos foi derrubado na entrada da área, mas Monteiro não aproveitou a chance e bateu a falta por cima do gol. Aos 39’, Duvall aproveitou a saída de bola errada e arriscou um lindo chute de fora da área que raspou a trave. Nos acréscimos do primeiro tempo, o Philadelphia teve um pênalti marcado a seu favor, mas o brasileiro Sergio Santos isolou a cobrança.

O segundo tempo começou muito parecido com o primeiro, o Portland bem postado na defesa enquanto o Philadelphia tocava a bola buscado algum espaço. Aos 59’, o técnico Curtin colocou Ilsinho em campo na tentativa de mudar o cenário do jogo, mas dez minutos depois, quem marcou foi Sebastian Blanco, fazendo o segundo gol do Portland na partida. O Gol aconteceu em outra cobrança de escanteio, após um desvio no meio da área, o argentino cabeceou sozinho na segunda trave. O Philadelphia chegou com perigo aos 79’ com o polonês Przybylko, mas o goleiro Clark defendeu bem o chute.

Aos 85’, o Philadelphia conseguiu descontar com Wooten pegando o rebote do goleiro Clark após cobrança de falta de Monteiro, colocando fogo no jogo. Um minuto depois, Przybylko empatou a partida, mas o gol foi anulado pelo VAR, já que o atacante estava em posição irregular.

A reação do Philadelphia foi tardia, e mesmo com seis minutos de acréscimo, o time não conseguiu empatar o jogo apesar de toda a pressão exercida nos minutos finais. O Portland Timbers aproveitou melhor as chances que teve e agora espera o vencedor do duelo entre Orlando City e Minnesota United que acontece na quinta-feira (6).

FICHA TÉCNICA

Philadelphia Union – 1
Blake; Gaddis, Elliot, McKenzie, Wagner; Bedoya, Martinez (Wooten), Monteiro; Aaronson, Przybylko, Sergio Santos (Ilsinho).
TEC: Jim Curtin

Portland Timbers – 2
Clark; Duvall, Mabiala, Zuparic, Villafaña (Bonilla); Chara, Williamson; Valeri (Tuiloma), Blanco (Mora Aliaga), Loria (Polo); Ebobisse (Niezgoda).
TEC: Giovanni Savarese

Gols: Ebobisse e Blanco (POR), Wooten (PHI)
Cartões Amarelos: Wagner e Bedoya (PHI)

Foto: Reprodução Twitter/TimbersFC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s