A Copa do Mundo do Qatar 2022 acabou nesse ultimo Domingo, com os continentes europeu e sul-americano demonstrando mais uma vez a sua superioridade em relação às outras confederações.

México, Canadá, Costa Rica e Estados Unidos, foram selecionados para ir ao Qatar representar a Concacaf. Apesar de terem grandes jogadores e longos processos de equipas desportivas, estas equipas falharam no palco maior do futebol mundial, quatro anos antes de se tornaram as anfitriãs do torneio que ocorrerá em 2026.  Com apenas uma de suas equipes passando as oitavos-de-final da competição após uma acirrada participação nos grupos. Com este novo fracasso, têm-se gerado muitas críticas contra a preparação deste tipo de competição para o continente, com os dirigentes de cada federação sendo responsabilizados por estas eliminações prematuras.

(Reprodução/Instagram/México)

O Mundial começou no dia 20 de novembro, em pleno fim de outono no Hemisfério norte, onde a nação anfitriã enfrentou o Equador e perdeu for 2 a 0. A região da América do Norte estava bem representada, com a CONCACAF assegurando as quatro vagas que tiveram a oportunidade de obter. O palco, bem preparado, com luzes brilhantes, e muita energia no ar. Pela primeira vez, o mundo viu o Campeonato do Mundo no inverno próximo com a temporada de férias dos atletas, criando um momento interessante para todos os fãs amantes do futebol. Na America do Norte, o entusiasmo não foi pequeno, mas muitos já duvidavam do sucesso de qualquer equipe da Concacaf, por motivos diferentes.

Sorteados em grupos extremamente difíceis, o sonho de chegar a uma quartas de final ficou mesmo para 2026, onde três das quatro nações representantes da Concacaf terão outra chance de mostrar ao mundo que seu futebol deve ser levado a sério no palco mundial de clubes e também em competições envolvendo as nações interligadas a FIFA.

 

MÉXICO na Copa do Mundo do Qatar

A Seleção Mexicana teve uma das suas piores atuações na história dos Mundiais, com os comandados de Gerardo Martino sequer chegando as oitavas de final, o que gerou obviamente muitas críticas ao treinador argentino. Ao ser questionado sobre a sua eliminação prematura, o técnico, campeão pelo Atlanta United e com passagens pelo futebol europeu, ficou determinado a deixar o cargo minutos depois da eliminação do time, uma das notícias mais felizes dos últimos meses para muitos fãs mexicanos.

Martino Atlanta United - Copa do Mundo 2022
Martino pelo Atlanta United – (Reproducao Atlanta United Twitter)

No Qatar, a seleção do el Tri passou quase que despercebida, tendo em conta que até chegarem ao último jogo pareciam desmotivados, sem procurar a vitória. E, com um resultado insuficiente para confirmar a sua classificação, voltaram para casa sem sequer disputar uma partida na fase final.

A sua eliminação concretizou-se devido à participação anêmica de seus atacantes, resultando numa clara falta de gols, fora os constantes erros na defesa, resultado talvez pelo estilo de jogo do treinador. Seus jogadores foram batizados pelos seus adeptos como temíveis e improdutivos. Com dois jogadores experientes em seu plantel competindo no seu quinto do Mundial, em Memo Ochoa e Andrés Guardado, El Tri quis usar de sua experiência para conseguir passar pelos seus adversários e apesar de todos os problemas, o México conseguiu ganhar um jogo e ficar a um gol de diferença de chegar à fase eliminatória.

Apesar disso, foi um campeonato do mundo horrível para o El Tri, considerando a exibição de talento que mostraram em Campeonatos do Mundo anteriores. Testemunhamos um estilo feio e pouco criativo nos  dois primeiros jogos, até que Martino finalmente os soltou para o jogo contra a Arábia Saudita. A Polônia provou não ser tão boa como esperávamos, mas a falta de talento do México em todas as partes do campo impossibilitou-os de os superar, já que sabíamos que a Argentina estaria no topo do grupo e agora, do Mundo. Dito isto, o último jogo contra a Arábia Saudita foi um prazer. Repleto de tentativas de remate e de criação de jogos emocionantes, o México mostrou que conseguem produzir ofensivamente, mas tiveram receio de atacar com agressividade nos primeiros 180 minutos da Copa por alguma razão que ainda não entendemos bem.

No final, uma conclusão decepcionante na Copa do Mundo do Qatar para Tata Martinez com Memo Ochoa e o resto da Seleção Mexicana de Futebol indo para casa já logo após da fase de grupos.

E para 2026, qual o seu palpite de que lugar vão terminar a Copa de 2026?

 

Capa: (Reprodução Atlanta United Twitter)

Share.

Comments are closed.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: