Ir para conteúdo
Anúncios

Guia completo da Copa Ouro 2019

concacaf_copa_ouro_apresentacao_materia_territorio_mls_15_06_2019
Foto: Reprodução Facebook/Concacaf

A Copa Ouro é o principal torneio de futebol entre seleções da América do Norte e central e este ano será a 15ª edição da competição. Normalmente os Estados Unidos e o México lutam entre si pela supremacia da CONCACAF, porém este ano uma série de seleções planejam se aproveitar da crise das duas maiores potências para tentar erguer a taça, incluindo Costa Rica, Honduras, Jamaica, Panamá e Canadá.

Pensando no público brasileiro que não tem muitas informações sobre esse que é, como dito anteriormente, o maior torneio entre seleções da América do Norte, nós do Território MLS fizemos um guia das seleções que disputarão o torneio.

 

Grupo A

grupo_a_copa_ouro_materia_territorio_mls_15_06_2019
Foto: Reprodução Facebook/Gold Cup

Canadá

Classificou-se para a Copa Ouro através da Liga das Nações da CONCACAF, ficando em segundo lugar. Os canadenses farão sua 14ª aparição na Copa Ouro, competição onde já chegaram quatro vezes na final, conquistando o título em uma delas, no ano 2000.

A seleção canadense tem como treinador o britânico John Herdman, que está agora na metade de seu segundo ano à frente do time masculino, após grande sucesso à frente da seleção canadense feminina.

A principal esperança canadense é Alphonso Davies, de 18 anos, vendido ao Bayern de Munique em julho de 2018, após ótimo desempenho no Vancouver Whitecaps. O time tem ainda o atacante do Puebla FC, Lucas Cavallini, como importante peça no ataque e um meio-campo estável, porém com destaque para Mark-Anthony Kaye, de 24 anos, atualmente no Los Angeles FC.

Cuba

Classificada em sexto lugar através da Liga das Nações da CONCACAF, Cuba jogará sua nona Copa Ouro. Eles chegaram às quartas de final três vezes, incluindo em 2013 e 2015.

Cuba tem como treinador Raúl Mederos, que chega ao seu terceiro ano no comando da seleção cubana. Depois de perder seus seis primeiros jogos como treinador de Cuba, Mederos ganhou cinco dos seis jogos disputados.

O treinador cubano tem como suas principais peças o atacante Aricheell Hernandez, do Universidad O&M FC, o meio-campista e capitão da seleção Yordan Santa Cruz, atualmente no Jarabacoa FC e o zagueiro Yosel Piedra, do Universidad San Carlos, da Guatemala.

Martinica

Classificando-se em terceiro lugar através da Liga das Nações da CONCACAF, Martinica participará pela sexta vez da Copa Ouro, sendo desde 2003 de forma consecutiva. A única vez que passou para a próxima fase foi em 2002, quando caiu nas quartas de final para o Canadá nos pênaltis.

O treinador dos Les Matinino é Mauro Bocaly, que ainda não perdeu desde que assumiu o cargo de treinador de Martinica, perto do final de 2017.

Martinica tem como seu principal jogador o zagueiro Sebastien Cretinoir, de 33 anos. Cretinoir irá para sua terceira Copa Ouro, sendo suas anteriores nos anos de 2013 e 2017. No ataque o time tem Kevin Parsemain, que já marcou 34 vezes pela seleção de Martinica e é o melhor marcador de todos os tempos da equipe. Esta será sua terceira Copa Ouro, sendo as anteriores nos anos de 2013 e 2017, tendo marcado em ambos os torneios em que participou.

México

Classificado automaticamente por chegar ao hexagonal da classificação para a Copa do Mundo de 2018, o México é um dos dois únicos times (junto com os EUA) a se classificar para as 15 Copas Ouros até hoje.

O atual treinador da seleção mexicana é Gerardo “Tata” Martino, que já treinou outras seleções antes, como o Paraguai, que levou até as quartas de final da Copa do Mundo de 2010 e a Argentina, que conseguiu chegar em duas finais de Copa América, nos anos de 2015 e 2016. Além, é claro, do título da MLS Cup, com o Atlanta United no ano de 2018.

Apostando nos veteranos, o El Tri, como são chamados, espera que Andres Guardado e Jonathan dos Santos deem conta do meio campo e façam a bola chegar à Raul Jiménez, que com a recusa de muitos notáveis jogadores mexicanos de participar do torneio, ficará como o único atacante experiente na equipe.

 

Grupo B

grupo_b_copa_ouro_materia_territorio_mls_15_06_2019
Foto: Reprodução Facebook/Gold Cup

Bermudas

Os Guerreiros de Gombey como são conhecidos, farão sua estreia na Copa Ouro. A seleção de Bermudas se classificou em quinto lugar através da Liga das Nações da CONCACAF, que preencheu as últimas dez vagas da Copa Ouro.

Os ilhéus serão liderados por Kyle Lightbourne e tem como suas estrelas o atacante Nahki Wells, do Burnley, o meio-campista Zeiko Lewis e também o experiente Reggie Lambe. Apesar de atualmente não ter nenhum jogador na MLS, Bermudas tem Lambe, que jogou algumas temporadas pelo Toronto FC e Lewis, que foi o primeiro colocado no SuperDraft do New York Red Bulls em 2017.

Costa Rica

Classificada automaticamente após chegar ao hexagonal da classificação para a Copa do Mundo de 2018, a Costa Rica chegou à uma final de Copa Ouro em sua história, em 2002, terminando como vice-campeã.

A Costa Rica tem como treinador o uruguaio Gustavo Matosas, que assumiu a equipe em outubro de 2018 com a missão de substituir Óscar Ramirez e classificar a equipe costarriquenha para a Copa do Mundo do Qatar de 2022.

Os Ticos tem o experiente Bryan Ruiz, de 33 anos, como líder dentro e fora de campo e como grande organizador do time e esperança para um bom torneio. O time tem ainda como peças importante o lateral-esquerdo, Ronald Matarrita, pois é bastante ativo nos dois lados do campo e também o atacante Joel Campbell, ex-Arsenal, atualmente no Frosinone Calcio, da Itália. Vale ainda ressaltar que a seleção costarriquenha tem como desfalque o goleiro Keylor Navas, que não respondeu à convocação para o torneio.

Haiti

Classificando-se em primeiro lugar através da Liga da Nações da CONCACAF, Haiti terá na primeira fase um grupo interessante, com jogos fáceis, medianos e difíceis, dependendo assim somente de si para classificar-se para a próxima fase. O Haiti jogará sua sétima Taça de Ouro.

A seleção do Haiti tem como treinador Marc Collat, que está em sua segunda passagem pela seleção haitiana. Em sua primeira, no ano de 2015, ele liderou a equipe na Copa Ouro do mesmo ano, onde chegou às quartas de final.

O principal jogador desta seleção é o goleiro Johny Placide. Nascido na França, Placide jogará sua segunda Copa Ouro e será novamente o capitão da equipe. O atacante Duckens Nazon, de 25 anos, é o maior perigo ofensivo do time. Ele é um pouco enigmático, mas é perigo e esperto. O jovem Derrick Etienne, do New York Red Bulls foi de grande ajuda durante a classificação para a Copa Ouro e poderá ser letal se as equipes estiverem preocupadas demais em Nazon, abrindo espaços para Etienne.

Nicarágua

Classificando-se em nono através da Liga das Nações da CONCACAF, a Nicarágua fará sua terceira aparição no torneio, sendo a segunda consecutiva.

O Los Pinoleros tem como treinador Henry Duarte, que assumiu o time no final de 2014. A equipe melhorou muito desde sua chegada, sendo que esta é a segunda aparição consecutiva na Copa Ouro sob o comando de Duarte.

A Nicarágua aposta em seu capitão, o atacante Juan Barrera, como principal peça ofensiva. Ele é o artilheiro histórico da seleção, marcando 18 gols em 50 jogos. Os experientes Luis Copete e Josue Quijano são as principais forças no setor defensivo da Nicarágua.

 

Grupo C

grupo_c_copa_ouro_materia_territorio_mls_15_06_2019
Foto: Reprodução Facebook/Gold Cup

Curaçao

Depois de ficar as 13 primeiras edições da Copa Ouro de fora, Curaçao, classificada em quarto através da Liga das Nações da CONCACAF, vem para sua segunda participação consecutiva, buscando não apenas sua primeira vitória na competição, mas também seu primeiro gol na Copa Ouro.

Remko Bicentini assumiu o cargo de treinador de Curaçao no outono de 2016, após cerca de um ano como braço direito de Patrick Kluivert. Ele guiou o time para o seu primeiro título na Caribbean Cup em 2017.

Uma ausência notável de Curaçao é Rangelo Janga, que foi o artilheiro das eliminatórias com seis gols e é um motor para a equipe. O capitão Cuco Martina, atualmente no Feyenoord, nasceu em Rotterdam, Holanda e hoje com 29 anos, é o maior nome do time. O jogador a se observar no time é Leandro Bacuna. O meio-campista, atualmente no Cardiff City, pode jogar na lateral-direita e tem um papel mais ofensivo, sendo importante tanto na criação quanto na conversão de chances.

El Salvador

Como último classificado pela Liga das Nações da CONCACAF, El Salvador vem para sua 11ª Copa Ouro. O time pode ser resumido pela sua instabilidade, pois o time pode muito bem perder para o time mais fraco da chave ou ganhar do mais forte, o que torna sua possível classificação para a próxima fase algo difícil de palpitar.

O Los Cuscatlecos tem como treinador o mexicano Carlos de los Cobos, que está em sua segunda passagem pela seleção de El Salvador. Em sua primeira, durante os anos de 2006 a 2009, ele levou o time ao hexagonal nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

El Salvador tem como principais jogadores o atacante Nelson Bonilla, do True Bangkok United, o meio-campista Darwin Cerén, do Houston Dynamo e o também meio-campista Andrés Flores, do Portland Timbers.

Honduras

Classificada automaticamente por chegar ao hexagonal das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, Honduras vem para a sua 14ª Copa Ouro. Eles jogaram a final no torneio inaugural de 1991 e chegaram à semifinal quatro vezes entre 2005 e 2013.

Honduras tem Fabian Coito como seu treinador. O Uruguaio treinou sua seleção natal em todos os níveis das categorias de base e até chegou a treinar interinamente o time principal, em um jogo, porém foi com Honduras que ele assumiu o papel de treinador de uma equipe nacional profissional de forma definitiva.

Honduras tem no seu capitão, Maynor Figueroa, um líder, já que o experiente zagueiro tem em seu currículo duas Copas do Mundo da FIFA e seis participações na Copa Ouro. O jovem Alberth Elis, de 23 anos, é uma estrela em ascensão. O atacante marcou cinco gols nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 e esta será a sua segunda aparição na Copa Ouro.

Jamaica

Apesar de ter desistido do último jogo das eliminatórias da Liga das Nações da CONCACAF, a Jamaica já havia garantido com antecedência uma vaga para a Copa Ouro e nesta edição fará sua 11ª participação no torneio.

Os Reggae Boyz tem como treinador o ex-jogador jamaicano Theodore Whitmore, que é indiscutivelmente o maior jogador da história da Jamaica. Whitmore também se saiu bem como treinador, sendo essa sua quarta Copa Ouro no comando do time, tendo no histórico um segundo lugar em 2017.

A estrela do time é o capitão, Andre Blake. O goleiro do Philadelphia Union ganhou o prêmio de melhor goleiro da Copa Ouro de 2017 e está indo para sua terceira participação, mas a primeira em que será capitão. Após recusar a convocação por alguns anos, o jovem atacante Leon Bailey, do Bayer Leverkusen, fará sua estreia pela seleção jamaicana, o que dá esperanças aos torcedores de um ótimo desempenho dos Reggae Boyz nesta edição da Copa Ouro.

 

Grupo D

grupo_d_copa_ouro_materia_territorio_mls_15_06_2019
Foto: Reprodução Facebook/Gold Cup

Estados Unidos

Classificado automaticamente por chegar ao hexagonal das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, os EUA conseguiram passar para a próxima fase em 14 ocasiões, ficando de fora somente no ano 2000. Os americanos vêm para esta Copa Ouro pressionados pelos maus resultados recentes e esperam recuperar o bom futebol nesta competição.

Gregg Berhalter está a pouco tempo no comando da seleção norte americana, porém já vem sendo bastante questionado, principalmente depois dos últimos amistosos onde a seleção americana perdeu para times considerados mais fracos. Este será o primeiro torneio oficial do treinador e será um bom teste para as classificatórias da Copa do Mundo de 2022.

Berhalter tem como sua principal arma ofensiva o meio-campista do Chelsea, Christian Pulisic. Saindo de uma fantástica temporada pelo Borussia Dortmund, da Alemanha, Pulisic é o principal homem dessa nova geração que vem servindo de transição para uma nova seleção norte americana. Na seleção, O atacante do Chelsea marcou 10 gols em 25 partidas, o que é uma marca impressionante, levando em consideração que ele não é um atacante central. O capitão dos yanks, como são conhecidos, é Michael Bradley, que tem sido um dos pilares da equipe desde 2006. Essa será sua quinta Copa Ouro. Jozy Altidore, hoje com 29 anos, continua sendo o melhor e mais completo atacante por uma boa margem em relação aos seus compatriotas.

Guiana

Outra estreante, Guiana garantiu sua presença ficando em sétimo lugar na Liga das Nações da CONCACAF.

Guiana aposta no britânico Michael Johnson como seu treinador, que está desde o verão passado no comando do time e tem este como seu primeiro trabalho como treinador principal de uma equipe.

A seleção sul-americana tem em Emery Welshman sua principal arma ofensiva e no general Neil Danns, hoje com 36 anos, sua aposta na experiência. Pensando no futuro, Johnson aposta em Terence Vancooten, esperando que o jovem zagueiro possa amadurecer durante o torneio.

Panamá

Classificado automaticamente por chegar ao hexagonal das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, o Panamá fará sua nona aparição na Copa Ouro, sendo a oitava consecutiva.

O Panamá tem como treinador interino o panamenho Julio Dely Valdes. Esta é sua segunda passagem pela seleção do Panamá, tendo levado a equipe à semifinal da Copa Ouro em 2011 e à final em 2013.

O principal jogador da equipe é o zagueiro Román Torres, atualmente no Tacoma Defiance, da USLC. Ele jogou na Copa do Mundo de 2018 e esta será sua sétima Copa Ouro pela seleção do Panamá. Yoel Barcenas é o principal nome no ataque panamenho. Atualmente emprestado ao Real Oviedo, ele jogou a Copa Ouro de 2017 e participou de todas as partidas do Panamá na Copa do Mundo de 2018.

Trinidad e Tobago

Outra seleção classificada automaticamente por chegar ao hexagonal das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, Trinidad e Tobago participará de sua 10ª  Copa Ouro.

Dennis Lawrence assumiu o comando de Trinidad e Tobago em janeiro de 2017, depois de vários anos como braço direito de Roberto Martinez no Wigan e no Everton.

Os Guerreiros Soca, tem como capitão Khaleem Hyland, que está na equipe desde 2008 e tem sido um dos pilares do time. Esta será sua terceira Copa de Ouro, mas a primeira em que ele será o capitão da equipe. O meio-campista Joevin Jones, do Seattle Sounders FC, fica responsável pela transição da defesa para o ataque do time, enquanto que Kevin Molino, do Minnesota United FC, tenta recuperar seu bom futebol após um longo período de contusão.

E assim finalizamos o nosso guia da Copa Ouro de 2019. Ele ficou um pouco mais extenso que a maioria de nossas matérias, mas procuramos trazer o máximo possível de informação para que você, leitor, possa aproveitar este torneio que é o maior entre seleções da América do Norte e Central.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: