LA Galaxy e Houston Dynamo empatam e morrem abraçados no “MLS Is Back Tournament”

Nesta quinta-feira (23), Los Angeles Galaxy e Houston Dynamo jogaram suas vidas no “MLS Is Back Tournament”, no grupo F, em partida realizada no ESPN Wide World of Sports Complex, em Orlando, na Flórida, onde se o time do Texas vencece, classificaria, e se os califonianos arranvassem a vitória com um bom saldo, conseguiriam a vaga. Porém, as coisas não saíram de nenhuma das formas, como vamos contar para o leitor a seguir:

O JOGO

Em um primeiro tempo com o LA galaxy melhor na maior parte dos 45 minutos, com 63% de posse de bola, tendo 38% das jogadas no campo de ataque, além de 7 finalizações, com 3 sendo diretas para o gol do goleiro adversário Marić, quem saiu na frente foi o Houston Dynamo, preenchendo a cota de surpresas e jogos malucos da Major League Soccer. Com um belíssimo gol de falta de Darwin Quintero, aos 17 minutos, o time comandado por Tab Ramos se aproveitou da fragilidade defensiva dos californianos, com inúmeras finalizações criadas a partir do contra-ataque, equilibrando a balança da partida contra o time de Guillermo Barros Schelotto, proporcionando, assim, um primeiro tempo de ataques trocados em sequência para os dois lados em alguns momentos, o que é chamado popularmente de “trocação”.

Colombiano Quintero, principal jogador do time do Texas, abriu o placar em jogo decisivo /Foto: divulgação Houston Dynamo.

Já na segunda etapa, o panorama permaneceu, a grosso modo, o mesmo. O time do Los Angeles Galaxy ainda com o domínio da posse e aumentando a pressão ainda mais, pois com a desvantagem, qualquer mínima chance de classificação neste grupo estaria sendo descartada. Com isso, logo nos primeiros minutos, o time sem Chicharito Hernández, sua principal estrela, que está machucado, finalizou 5 vezes, e ocupou o campo do adversário concentrando 81% das jogadas justamente ali. Um aumento substancial do domínio da partida. Fazendo esta tática também durante todo o restante do jogo, o LA Galaxy conseguiu chegar ao gol de empate, mas só no final da partida, e de pênalti, com a cobrança do argentino Pavón, que converteu toda essa pressão, que Tab Ramos tentou conter, substituindo jogadores de seu time para fechar ainda mais a defesa, mas não surtiu resultado.

Com o placar, inclusive, só quem foi favorecido foi o New York City FC, que avança para próxima fase de mata-mata, como um dos melhores terceiros colocados.

FICHA TÉCNICA

LA Galaxy – 1
Bingham, Feltscher, Steres (C), DePuy, Insúa (Traore), Araujo (Cuello), Kitchen, Corona (Alvarez), Pavón, Lletglet, Zubak.
TEC: Guillermo Schelotto.

Houston Dynamo – 1
Marić, Valentin, Struna, Cabrera, Lundqvist, MemoRodriguez (Figueroa), Vera, Boniek García (C) (McNamara), Hansen (Lemoine), Manotas (Peña), Quintero (Martínez).
TEC: Tab Ramos.

Gols: Quintero (HOU), Pavón (LAG)
Cartões Amarelos: Struna, Quintero, Boniek García (HOUS), Steres (LAG)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s