Invictos, o SJ Earthquakes de Judson quer mais: “Temos condições de avançar para as semis”

Como um TERREMOTO! O San José Earthquakes vem derrubando adversários e mostrando a cada partida que este ano competirão para valer. Classificados para as quartas de final do MLS is back, a equipe de San José abalou as estruturas do Real Salt Lake em uma Vitória cheia de autoridade por 5 a 2.

Há de se destacar a boa campanha também no início do torneio. Em um grupo super equilibrado com os atuais campeões da MLS – o Seattle Sounders -, os Quakes terminaram a primeira fase invictos e como líderes do grupo.

Mas, quando saímos do destaque coletivo e vamos para os individuais, não podemos deixar de falar de um brasileiro, Judson, volante ex Avaí e América de Natal. Ele representa em campo a alcunha de sua franquia, capaz de destruir as jogadas adversárias e dominar territorialmente uma grande área do setor defensivo sem perder a qualidade com a bola nos pés. E aja fôlego para executar tal função com tamanha eficiência. Depois de uma longa pausa durante a pandemia do COVID-19, o volante potiguar esteve presente em todas as partidas de sua equipe e parece que a pausa – esportivamente falando – foi um mero detalhe na temporada do jogador. Em uma liga tão intensa como a americana, o brasileiro não deixou o nível cair, e partida após partida ele – e toda sua equipe – só melhora, mesmo sendo tão exigidos física e tecnicamente em cada uma delas.

E a questão do condicionamento foi valorizada por Judson, e não só isso, toda a preparação pré-MLS is Back parece que foi muito bem feita: “Tivemos uma preparação muito boa e iniciamos o torneio em ótimas condições, tanto físicas quanto de entrosamento. Creio que esta invencibilidade é o resultado disso. Porém, ainda não ganhamos nada e precisamos manter o mesmo foco que nos trouxe até aqui”. E essa foi a chave do sucesso na opinião de Judson.

Em 2018 e 2019 o San José não classificou para os playoffs da MLS, mas parece que o passado não tão distante para os “boys in blue” não importa mais, no máximo, eles olham para poucos dias atrás, sim, a vitória diante do Salt Lake serve de sina para o futuro que o San José quer escrever neste sábado, quando encara pelas quartas de final o Minnesota United; “O nosso time fez uma partida muito consistente diante do Real Salt Lake. Não ficamos atrás no placar em nenhum momento e dominamos boa parte das ações do jogo. Podemos utilizar esta atuação como espelho para os nossos próximos desafios, buscando melhorar uma ou outra coisa, mas com a mesma intensidade”, analisou Judson.

E o atleta também avaliou seu adversário de quartas de final, e destacou onde os Quakes podem chegar: “Mais uma decisão pela frente e todos no time estão muito focados. Pude enfrentar o Minnesota em outras oportunidades e é sempre um adversário difícil. Mesmo assim, confio na qualidade do nosso elenco e creio que temos condições de avançar para as semifinai,” completou.

Com 37 jogos com a camisa dos Quakes, Judson certamente completará os 40 na sua passagem pela equipe preta e azul, mas, se depender do desempenho recente, esse número pode ser alcançado ainda na competição atual que conta com mais três jogos para sua conclusão. E quem duvida que em Orlando, os Earthquakes não podem abalar as estruturas da MLS com o desejado título de campeão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s