San Jose e Minnesota disputam vaga nas semifinais do MLS is Back

Abrindo os trabalhos na rodada dupla de hoje, a partir das 21h30 (Brasília), San Jose Earthquakes e Minnesota United entram em campo para disputar a penúltima vaga em jogo nas semifinais do MLS is Back. O vencedor do confronto encara o Orlando City, que ontem eliminou o LAFC e garantiu sua vaga. Do outro lado da chave, o Philadelphia Union já carimbou passagem e aguarda o vencedor de Portland e New York City, que jogam também hoje, as 23h30.

Quando o MLS is Back começou, San Jose Earthquakes e Minnesota United não eram favoritos e tão pouco cotados para chegar às semifinais. Muito se falava de Atlanta, Toronto, Galaxy, mas ao longo do torneio essas forças foram ficando pelo caminho e abriram espaço para times mais regulares, porém menos estrelados. E esse é definitivamente o caso de San José e Minnesota. De um lado estão os Quakes, franquia tradicional da MLS e que já tem um título de Supporters Shield, conquistado em 2012. Do outro, o Minnesota United, que veio da NASL, começou muito mal, mas que conseguiu se reinventar nos últimos dois anos e se tornou muito competitivo.

SAN JOSÉ EARTHQUAKES

Para chegar as quartas de final, o San Jose despachou o Real Salt Lake, goleando por 5 a 2. O time conta com um sistema defensivo sólido, com a boa fase do meia Eriksson e também com o supersub, o medalhão Wondolovski, que não para de fazer gols. Os comandados de Matías Almeyda devem seguir jogando com velocidade e pressão alta, características que já se tornaram parte do jogo dos Quakes. Para a segunda etapa, além de Wondolovski, Shea Salinas é outra arma secreta para que o time da Califórnia alcance as semifinais. O único desfalque será o americano/brasileiro Luis Felipe, com uma lesão na perna.

Provável SJ: Vega; Thompson, Kashia, Alanís e Lima; Judson, Yueill e Eriksson; Espinoza, Vako e Ríos.

MINNESOTA UNITED

O time do técnico Adrian Heath não tem estrelas, mas soube contratar e ter o forte elenco que tem hoje. A chegada do bom goleiro Tyller Miller e do zagueiro José Aja, deram ainda mais força ao setor defensivo, assim como o atacante Amarilla, titular absoluto do ataque. Mesmo sem Opare, que não viajou pro torneio, o Minnesota vem de um vice-campeonato na Copa dos Unidos e tem um dos elencos mais balanceados da liga, o que faz com que muitos apostem em uma vitória e até mesmo em possibilidade de título para os Loons. Além de Opare, Metanire também é desfalque.

Provável MIN: Miller; Hairston, Aja, Boxall e Gasper; Gregus, Alonso e Dotson; Finlay, Lod e Amarilla.

A bola rola as 21h30 com transmissão do ESPN PLAY para o Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s