Nos pênaltis, Columbus Crew elimina D.U. United e avança para a próxima fase dos Play-Offs

Nessa quinta, tivemos o 49º encontro entre D.C. United e Columbus Crew, só que esse não era apenas mais um duelo entre as duas equipes e sim um jogo de Play-Offs da MLS 2018.

A classificação para a próxima fase do mata-mata da MLS, ficou nas mãos dos comandados de Gregg Berhalter que venceu a partida nas penalidades por 3×2.

O primeiro gol na partida aconteceu ainda no primeiro tempo, aos 21 minutos, quando após cruzamento Luciano Acosta, o goleiro do Columbus Crew, Zack Steffen tentou segurar a bola, mas acabou soltando e Frédéric Brillant estava lá esperando para empurrar de cabeça a bola para o fundo das redes da equipe de Ohio.

O gol do Columbus Crew saiu depois de mais uma lambança, dessa vez por parte da defesa do D.C. United. Justin Meram levou a bola até a linha de fundo e cruzou rasteiro para o meio da pequena área. Joseph Mora e Júnior Moreno bateram cabeça e a bola sobrou para Federico Higuaín que mesmo sem jeito, conseguiu marcar o gol do empate dos visitantes.

No segundo tempo, as duas equipes criaram bastantes chances para ficar à frente novamente, o problema é que as finalizações eram péssimas e com o jogo persistindo no empate, a prorrogação precisou acontecer.

Com apenas seis minutos de prorrogação, o Columbus Crew finalmente conseguiu marcar e novamente com Federico Higuaín, que após cruzamento de Harrison Afful, finalizou de cabeça para o fundo das redes de Bill Hamid.

O Columbus Crew voltou a ficar na frente e tentou ser mais cauteloso, afinal de contas, estava atuando na casa do adversário e precisava de pouco tempo para o jogo chegar ao seu final e garantir sua vaga na próxima fase.

Mas o D.C. United encontrou o gol que levaria a partida para as penalidades. Aos 116 minutos de jogo, a defesa do Columbus Crew cortou mal e sobrou para Nick DeLeon que na entrada da grande área, finalizou de primeira, sem precisar nem dominar. Com força e muito violência a finalização morreu apenas quando encontrou as redes de Zack Steffen.

Nas penalidades, a grande contratação do D.C. United na temporada, Wayne Rooney acabou desperdiçando sua chance e complicando a vida dos Black-and-Red. Pelo lado do Columbus Crew, Federico Higuaín e Wil Trapp converteram as duas primeiras chances. O D.C. United marcou apenas na segunda chance com Yamil Asad. Na terceira cobrança para os comandados de Gregg Berhalter, Gyasi Zardes parou nas mãos de Bill Hamid. Depois de pegar a cobrança de Wayne Rooney, Zack Steffen iria brilhar mais uma vez ao defender a penalidade de Luciano Acosta.

Antes do camisa 10 do D.C. United perder sua cobrança, Zoltán Stieber tinha marcado para os donos da casa e Niko Hansen para o Columbus Crew. Os The Black & Gold voltaram a perder uma chance quando Patrick Mullins cobrou e mandou na trave de Bill Hamid. Com a chance de empatar a série e deixar o D.C. United vivo no duelo, Nick DeLeon acabou isolando a sua cobrança e colocando um ponto final na temporada 2018 da equipe da capital norte-americana.

Agora, o Columbus Crew terá dois confrontos contra o New York Red Bulls. O primeiro jogo será no próximo domingo (04) dentro do Mapfre Stadium e no dia 11, o jogo da volta em Nova Iorque.

Curiosidades:

Esse foi o duelo de número 49 entre as duas equipes, e como no tempo normal a partida terminou empatada, o confronto continua empatado. São 20 vitórias para cada lado e 09 empates.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: