Ir para conteúdo
Anúncios

Como está a MLS após 15 semanas?

Foto: Reprodução Twitter/MLS

Após jogos realizados entre quarta-feira (5) e sábado (8), a MLS concluiu a semana 15 e está oficialmente de folga. Até o dia 22, ocorrerão apenas jogos da U.S. Open Cup e da Seleção Americana pela Copa Ouro da CONCACAF.

Naturalmente, algumas equipes precisam mais da pausa que outras. Algumas utilizarão o tempo para “arrumar a casa”, ao passo que outras privilegiarão o descanso de seus atletas. Entretanto, vale ressaltar que, quando os jogos da MLS voltarem, muitas equipes ainda estarão desfalcadas de jogadores que saíram para as seleções que disputarão a Copa Ouro, uma vez que, diferente de muitas outras ligas de futebol, a MLS não costuma parar em datas reservadas para amistosos e competições que envolvam a Seleção Americana.

Em relação a semanas anteriores, pouca coisa mudou na configuração da MLS. Vamos aos principais destaques, começando pela Conferência Oeste.

O Los Angeles FC continua sua liderança com muita folga. Com 37 pontos ganhos, tem uma confortável vantagem de nove pontos sobre o principal rival, o Los Angeles Galaxy, na ponta do Oeste. Recentemente, foi anunciado que a equipe está prestes a perder Andre Horta para o Braga de Portugal, o que, a princípio, não parece uma grande perda para o time dourado e preto, ainda mais com a temporada de Carlos Vela.

O Los Angeles Galaxy perdeu cinco das ultimas sete partidas e parece ter “desaprendido o caminho de casa”. Tem tido seus maiores problemas na defesa, os quais ficaram evidentes na derrota por 2 a 1 para o New England Revolution. No ataque, a franquia busca Cristian Pavón do Boca Juniors.

O Seattle Sounders segue na terceira colocação do Oeste, mas vem caindo vertiginosamente nos últimos tempos. Nas dez últimas partidas, venceu apenas duas. No último confronto, especificamente, sofreu contra o Montreal Impact. Muito trabalho a ser feito por Brian Schmetzer, portanto!

O Sporting Kansas City continua a trilhar sua decepcionante caminhada na temporada 2019 da MLS. Após boa campanha na CONCACAF Champions League, a equipe do Missouri encontra-se na décima colocação da Conferência Oeste com apenas 16 pontos. Na última partida, sofreu o gol que lhe tirou a vitória contra Toronto nos últimos minutos da partida. Não sendo uma coincidência, a defesa de Kansas City precisa de melhorias urgentes, caso a franquia ainda almeje os playoffs.

O Colorado Rapids está invicto há cinco partidas. A posição na tabela ainda é muito desconfortável (11ª colocação, 15 pontos), mas a capacidade de reinvenção do técnico Conor Casey tem surpreendido. Aguardemos os próximos “capítulos”!

No Leste, a tabela de classificação também apresenta grande equilíbrio. Os principais pontos a se destacar são:

Foto: Reprodução Twitter/Philadelphia Union

O Philadelphia Union parece, no momento, ser a única equipe capaz de ameaçar o Los Angeles FC na briga pela Supporters’ Shield. Lidera o Leste com 31 pontos. Mas, não é só isso. Unindo eficiência e futebol bonito, a equipe da Cidade do Amor Fraternal tem mostrado grande força frente a poderosos rivais, como na última vitória contra o New York Red Bulls.

O atual campeão da MLS Cup, Atlanta United, parece ter se acertado com o esquema do treinador Frank de Boer. Tendo vencido sete das últimas nove partidas, Atlanta tem apresentado performances cada vez mais eficientes e capazes de evidenciar a força deste time que tem em Josef Martínez seu principal pilar. Ezequiel Barco, por sua vez, está na mira do Napoli da Itália e pode sair da equipe em breve.

A irregularidade tem tomado conta das últimas partidas do New York Red Bulls, mesmo com a subida na tabela. Contudo, pontos positivos têm aparecido no jogo da “equipe do energético”, mesmo na derrota para o Philadelphia Union, que mais expôs a qualidade do adversário que suas próprias deficiências.

O rival dos Red Bulls, o New York City está há dez partidas invicto. Apesar disto, ainda é uma equipe que necessita de melhorias em todos os setores do campo, sobretudo se pensar em figurar na pós-temporada. Como ponto positivo, menciona-se Maxi Moralez e suas seis assistências na temporada.

O FC Cincinnati é o pior time da temporada para surpresa de ninguém. Perdeu nove dos últimos dez compromissos e escancarou as principais falhas da equipe: falta de profundidade no plantel, defesa frágil e ataque ineficiente. Na última quinta-feira (6), a derrota para o New York City expôs todas essas coisas. A “chave vira” agora, quando a equipe enfrentará o Louisville City pela U.S. Open Cup.

A temporada da MLS seguirá a partir de 22 de junho, como já falado, e você pode acompanhar tudo aqui no Território MLS!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: